"Eu sou um paradoxo, um enigma indesvendável. Sou o caos, um abismo entre o ser e o não ser. Sou as meias verdades ditas por um completo mentiroso. Eu sou aquele meio termo, o nublado beirando o ridículo de um amor de proveta. Sou uma história inacabada, abandonada no fundo da gaveta. Eu sou um diário do passado, rasurado, rasgado… Caminho sobre olhos ressecados e minha língua áspera aprendeu outros caminhos, novas palavras vazias de significado, caso tivesse trazido cada flor que um dia teimei em colher. Mas elas murcharam, baby. E de suas pétalas amassadas escorre o meu próprio sangue. Eu sou um inferno trazido aqui para o século XXI, escorrerei feito um rio de ideias em cada passo dessa catarse que me transforma apenas em putrefação, grande paradoxo, grande porcaria sou eu. Eu cheiro a mofo."
G. Burckle, acompanhada de Secretaria-da-morte.   
"Às vezes é mais fácil ser cruel do que dizer o que se sente."
Os Simpsons   
"Ficar longe de você é ruim, pior ainda é quando não é só distância de corpo, mas também de corações."
Diário de um clichê.
"Creio que as memórias são o seu pior inimigo."
American Horror Story. 
"Sou desastrada, não tenho o corpo perfeito, me esqueço das coisas rápido, gosto muito rápido das pessoas, meu cabelo é bagunçado, sempre fico chateada quando falam mal de mim, mas tento ser forte. Às vezes sou antagônica, mas uma coisa que eu nunca vou conseguir ser, é ser normal."
Kristen Stewart.  
"As vezes me sinto tão sozinha, mesmo rodeada de pessoas. É que eu tenho um pensamento tão meu. Parece que ninguém mais aprecia uma boa metáfora, ou coisas clichês, as coisas agora são de certo modo mais simples, rápidas, fáceis, e isso não é pra mim. Gosto de fantasiar, até complicar certas coisas as vezes me faz bem, gosto de ver as coisas que um jeito diferente, gosto de me aprofundar nas coisas, mas hoje as coisas estão tão superficiais, e eu me sinto tão funda, tão distante, como se só eu me entendesse."
Diário de um clichê. 
"Não precisa chorar para estar triste."
Meu Pé de Laranja Lima. 
"Dias tristes, vontade de fazer nada, só dormir. Dormir porque o mundo dos sonhos é melhor, porque meus desejos valem de algo, dormir porque não há tormentos enquanto sonho, e eu posso tornar tudo realidade."
Caio Fernando de Abreu.